quinta-feira, 31 de julho de 2008

Drops - Julho

Drops sobre eleições.

Maluf

O Maluf é daqueles casos políticos inexplicáveis, a gente vê e não acredita. Falar de todas as denúncias de corrupção em que ele está envolvido (corrupção passiva, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro etc.) seria chover no molhado. Eu fico indignado é com a mentalidade do candidato. Por exemplo, como é possível que este homem tenha coragem de propor a construção de pistas sobre os Rios Pinheiro e Tietê? Pior: defendendo isso como a “solução para a poluição”. Maluf acha que o problema da poluição deve ser resolvido com mais pistas, para que os carros andem mais rápidos, passem menos tempo parados e emitam menos poluentes. Mas, e daqui há 5 anos? Quando mais carros chegarem às cidades, as pistas sobre os rios também estarão congestionados. E aí? Pistas sobre o ar?

É evidente que a solução não é construir mais pistas, nem abrir espaço para mais carros. É justamente o contrário! A solução é retirar carros das ruas, investir em outras formas de transporte que sejam coletivas, para que menos veículos transportem mais pessoas. E, como bem disse a Soninha durante o Debate da Band, as pistas sobre os rios aumentariam a temperatura na região, o problema da poluição ia piorar! Outra pérola de Maluf foi insinuar que São Paulo precisa mais de um engenheiro do que de uma psicóloga (Marta) ou de um anestesista (Alckmin). A maioria encarou como uma piada, mas eu não vi graça nenhuma e acho que demonstra exatamente qual é a mentalidade do candidato. Maluf representa o que há de mais atrasado na política brasileira.


Parceria entre DEM e PSDB de São Paulo apagou.

Para quem havia declarado que não encara Kassab como um adversário [1], Alckmin escolheu o atual prefeito de São Paulo para fazer uma pergunta bastante espinhosa, durante o debate da Band. A crítica de Alckmin foi sobre iluminação: "A cidade de São Paulo está escura. Nós temos quase metade do nosso parque ainda com aquelas lâmpadas antigas, aquelas luminárias de mercúrio” (que iluminam menos e gastam mais energia). Kassab alegou que já está trocando as lâmpadas e criando novos pontos de iluminação. O candidato do DEM não deixou barato e também alfinetou Alckmin: "Em relação à iluminação pública, o que atrapalha muito São Paulo é que ainda no seu governo, quando da privatização das empresas, não foi colocado como determinante, como obrigação delas, que elas apontassem os pontos que não estavam com iluminação na troca de iluminações públicas. [...] Vamos corrigir isso numa próxima licitação." [2] É bem louco isso! Se o DEM está hoje na prefeitura é exclusivamente por causa do PSDB. Foi o Serra quem pegou o Kassab para vice, deu a palavra como garantia de que ficaria até o final do mandato - chegou a recomendar ao eleitor que não votasse mais nele, caso não ficasse os 4 anos [3] - depois quis ser governador e largou a prefeitura na mão do DEM. Agora, os tucanos avaliam que o prefeito, escolhido por eles mesmos, não é indicado para o cargo. Alckmin ameniza a situação: “Cada governo avança um pouco. É uma corrida de revezamento, onde cada um passa o bastão ao outro. As boas propostas terão continuidade" [4] [5]. Alckmin, que foi reeleito Governador de São Paulo em 2002.

Por falar em Kassab...

Era uma vez um prefeito de um grande vilarejo que ficou empolgado ao ver seus adversários relacionados em uma seleta lista intitulada “Lista Suja”. Ávido por popularidade, o prefeito mandou confeccionar panfletos divulgando o acontecido e distribuiu por todo o vilarejo [1].

No auge da sua euforia, o prefeito foi atingido por uma desagradável surpresa: ele próprio foi incluído na lista por improbidade administrativa denunciada em uma ação civil pública que tramita no TJ-SP [2]. E agora? O prefeito vai ficar com que cara? Sujou pro Kassab! Não por ter sido incluído na lista, mas por usar de artifícios tão baixos, jogo sujo mesmo! E, ainda por cima, hipócrita, já que o acusador responde pela mesma denúncia dos acusados.

Mais triste ainda é o fato de a mídia ser parte integrante de toda a baixaria. Bem antes e com maior alcance, os principais veículos de comunicação já tinham panfletado a inclusão da Marta e do Maluf na Lista (vide texto anterior).
A que nível chegamos?! Mídia atuando praticamente como assessoria de imprensa do candidato do DEM em SP. E olha que o candidato da mídia paulista, pra valer, é o Alckmin!


4 comentários:

  1. Quem ainda vota no Maluf merece ser dirigido por ele. E merece muito mais que isso... merece financiar um carro novo, uma casa nova, e merece engordar uma subreptícia contas bancária nas ilhas caiman...

    ResponderExcluir
  2. Cara...

    politica é uma coisa tão bonita.

    dá raiva ver ums safardanas como esses fazendo bandalha

    =]
    parabêns pelo blog.
    abraçz

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela lucidez política. Compartilho este mesmo lugar, chamado São Paulo, onde os interesses excusos na politica parecem não ter fim.

    Estou muito triste com as eleições que estão por vir, pois sei, por mais que tenha o meu poder de voto, que virão mais quatro anos de continuismo, seja com PT ou PSDB.

    Ao menos, temos Soninha como uma esperança para o futuro. Creio não ser ainda o tempo dela. Espero que seja no próximo pleito.

    ResponderExcluir
  4. politica, politica, politica = saco!
    Mas é um realidade.
    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir