quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

El Chavo del Ocho

Na última semana de novembro, quem entrava no site do SBT – Sistema Brasileiro de Televisão – encontrava uma notícia em destaque sobre o sucesso da reprise de Chaves. Exibido atualmente das 19 às 20h, o seriado rende boa audiência, geralmente garante o segundo lugar (que na maior parte do tempo pertence à Record), além de funcionar como um porto-seguro para o SBT. Sempre que Silvio precisa, urgentemente, de uma atração que é certeza de sucesso, o humorístico mexicano entra em cena. Há mais de 20 anos, Chaves vem sendo reprisado. Considerando a instabilidade da programação televisiva brasileira (especialmente no SBT) é certamente uma façanha.

Outro dia, um amigo comentou: “Como pode fazer tanto sucesso? Não tem nada de mais!”. De fato. Criado pelo comediante Chespirito, Roberto Bolaños, Chaves é um programa de fórmula extremamente simples, ao mesmo tempo, genial! Apesar de ter sido criado em 1971, até hoje eu gosto muito e acho engraçado! É o tipo de atração que passa a fazer parte de um imaginário coletivo e marca uma geração. Neste caso, gerações! Qualquer pai pode colocar seu filho, de qualquer idade, para assistir a um programa como esse, sem se preocupar. Encontrei um vídeo recente que mostra a atriz Maria Antonieta de las Nieves (Chiquinha) visitando o set de filmagens. É bem comovente (VÍDEO 01). Vejam abaixo!

El Chavo del Ocho conquistou fãs por vários países da América Latina. Em países como Peru, outros programas onde apareciam os atores do seriado começaram a ser transmitidos. Na Argentina, Rubén Aguierre (professor Girafales) fez muito sucesso interpretando seu personagem em um circo, e em Porto Rico muitas das frases de Chaves se converteram em parte do diálogo cotidiano. Nos Estados Unidos, o programa ainda é transmitido pela Galavisión. Mas, nem tudo foram flores. Chespirito teve uma séria desavença com o intérprete de Kiko, Carlos Villagrán, acerca da autoria do personagem. A briga foi parar na Justiça e Villagrán lançou seu próprio programa, “Ah! que Kiko”.

Existem cenas deste programa na internet (VÍDEO 02). Pra resumir em uma palavra: bizarro. Em duas palavras: muito bizarro! A Chiquinha também se aventurou em um programa solo (VÍDEO 03). Chega a ser deprimente! Ver ela longe do pai, sendo criada por freiras é triste demais para uma comédia. Devido ao estrondoso sucesso, é possível dizer que Chaves é parte da História latino-americana. Talvez, justamente, por retratar tão bem a realidade deste continente. El Chavo del Ocho é um menino pobre, que não tem onde morar, dorme em um barril e faz qualquer coisa por um sanduíche de presunto. Quantas crianças, nas ruas, passam por situação parecida? É a tragédia que, mediada pela televisão, torna-se cômica. Encarada, de frente, no dia-a-dia, perde a graça.

Algumas curiosidades:
-"El Chavo" é uma forma curta de "chaval", que significa "garoto" em castelhano.
-"Del Ocho" é porque a emissora que transmitia o programa, no México, era sintonizada no canal 8.
- Na vida real, Chespirito é casado com a atriz que interpretava a Dona Florinda, e é irmão do ator que fazia o Godinez.

video

video

video

5 comentários:

  1. Chaves é um dos melhores programas do mundo cof cof

    ResponderExcluir
  2. bizarro, muito bizarro!!!

    ResponderExcluir
  3. Fui eu que comentei q não tem nada demais!!! uhuuuuu!!!

    Ah eu gosto muito de chaves!!! Me remete a minha infância sempre! Muito emocionante mesmo o vídeo da Chiquinha, fico pensando que se pra gente chaves é tão importante, pra esses atores é como se fosse a vida deles, pq foi mesmo por tantos anos.

    OBS: O Godinez és muerto! :(

    ResponderExcluir
  4. Eu acredito que a fórmula de todo o sucesso de Chaves, é justamente a simplicidade que o programa possue. E logo depois, seus personagens, que certamente ficarão para sempre no imaginário popular (seja das crianças, dos adultos, ou dos idosos).

    Quem vai conseguir esquecer a compulsão do Chaves pelos famosos sanduiches de presunto... Das brigas entre Dona Florinda e Sr. Madruga... Das implicâncias entre Chiquinha, Kiko, Popis, Chaves, Inhonho e toda a sua turma... Do Sr. Barriga indo cobrar o aluguel, e sendo sempre recebido à pancadas pelo desastrado do Chaves... Da velha Dona Clotilde...

    E no final de tudo, o programa não era apenas diversão... Pois vez ou outra tinham aqueles episódios "lição-de-moral", que te deixavam refletindo sobre algumas situações.

    Realmente, é triste olhar para o passado dessa galera, e ver que depois de todo esse sucesso, as coisas terminaram desta forma.

    Alguns episódios clássicos:

    - O Show de Talentos;
    - Aquele em que a Dona Clotilde procurar o Satanás (o cão dela! kkkkk);
    - E Lá Vem o Disco Voador;
    - Alguns episódios na escola do Professor Girafales;
    - Quase todos que se passam no bar da Dona Florinda.

    ResponderExcluir
  5. Durante a minha infância, acho que Chaves era o programa que eu mais assistia. E, como falado pelo autor do blog, pode ser assistido por pessoas de todas as faixas etárias. É realmente incrível! Apesar de todas as confusões, brigas, que acontecem entre os personagens, há momentos de união e altruísmo. Brigam muito mas se gostam verdadeiramente. Sempre será bom rir das mesmas piadas de todos os personagens. Atualmente eu não tenho assistido mais ao programa, mas é pra evitar a fadiga!

    PS: Chapolin também é muito bom!

    ResponderExcluir